Newsletter N.º 28 (Fevereiro/Março 2017)

 
Editorial

Editorial

13ª Reunião Anual da SPG

A SPG organiza a sua 13ª Reunião Anual no próximo dia 29 de março de 2017, pelas 14h30, no Auditório do Centro de Congressos do LNEC, em Lisboa.

Durante a reunião decorrerá a Assembleia Geral Ordinária da SPG, que será antecedida pela Conferência Especial, apresentada pelo consócio Paulo Matias Ramos (Teixeira Duarte - Engenharia e Construções, S.A.), com o tema Fundações em Meios Fluviais e Marítimos.

Os associados receberão a todo o momento os documentos a serem apreciados na AG. Para além dos relatórios e plano de atividades, documentos obrigatórios ao abrigo dos estatutos, a Direção apresenta três propostas à assembleia:

- proposta sobre o regime de utilização das verbas geradas por eventos organizados pelas Comissões Técnicas da SPG, comissões cuja atividade tem sido extremamente meritória e tem contribuído para levar a um público muito alargado a intervenção da SPG;

- proposta sobre os prémios atribuídos e a atribuir pela SPG, e que inclui a criação de um novo prémio (bianual) para a Melhor Obra Geotécnica da autoria de sócios da SPG;

- proposta sobre o regime de quotas, visando reduzir os atrasos na sua cobrança e clarificar situações de incumprimento.

A contribuição dos sócios para que a discussão dos documentos e propostas possa conduzir às melhores soluções é fundamental. Por isso, e pelo interesse e qualidade da palestra convidada, a Direção apela à participação de todos os associados!

Notícias

FERNANDO MARTINEZ MOITINHO DE ALMEIDA (1916–2017)

/imgs/Newsleters/28/Foto_Moitinho de Almeida.pngFernando Moitinho de Almeida faleceu em Lisboa a 7 de fevereiro de 2017.

A Direção da Sociedade Portuguesa de Geotecnia presta homenagem a este seu Sócio Honorário, distinto cidadão e profissional, e exprime sentidas condolências à sua família.

O texto biográfico que se segue foi adaptado por Ricardo Oliveira de um texto mais extenso e detalhado fornecido por sua filha Isabel Moitinho de Almeida, transcrevendo notas retiradas de vários documentos que foram sendo elaborados por seu Pai. A Direção da SPG agradece a Ricardo Oliveira a amável colaboração.

Fernando Moitinho de Almeida licenciou-se em Engenharia de Minas pelo Instituto Superior Técnico (IST) em 1943, tendo sido Assistente do IST de 1943 a 1949.

Em 1949 ingressou nos Serviços Geológicos de Portugal, onde exerceu funções de chefia no período de 1962 a 1974, tendo-se aposentado em 1982.

Como representante da Direcção-Geral de Minas e Serviços Geológicos, fez parte de diversas comissões técnicas e científicas, nacionais e internacionais, nas áreas da Geologia, da Geotecnia, da Água e do Planeamento do Território, e participou em várias Conferências e Congressos no país e no estrangeiro. Independentemente das funções exercidas na Direção-Geral de Minas, foi vogal do Conselho Superior de Obras Públicas, entre 1954 e 1967, e membro do Conselho Técnico Consultivo do Gabinete da Ponte sobre o Tejo, para assuntos de Geologia, entre 1961 e 1967.

Colaborou no primeiro relatório do Programa de Ações para a Minimização do Risco Sísmico em Portugal.

De 1959 a 1969 foi consultor da Companhia Elétrica das Beiras, para a qual realizou os estudos geológicos dos seguintes projetos de aproveitamento hidroelétrico do rio Mondego: Asse-Dasse, Caneiro, Dão, Girabolhos e Vila Soeiro. Para a Hidroelétrica do Alto Alentejo estudou as condições geológicas do aproveitamento do Alvito (1956-1960). Elaborou para a Direção Geral dos Serviços Hidráulicos os relatórios geológicos preliminares relativos aos projetos das barragens do Caia, Crato, Monte Branco, Mortigião, Roxo, Safara, Santa Clara, bem como do açude do Gameiro.

Colaborou com o Metropolitano de Lisboa no estudo do traçado das linhas Rossio-Alcântara e Rossio-Madre Deus (1978), Restauradores-Cais do Sodré (1980), Restauradores-Rossio, Baixa-Cais do Sodré, Rotunda-Largo do Rato e Colégio Militar-Pontinha (1991), bem como do traçado do túnel sob o Jardim Zoológico (1983).

Elaborou para a Empresa Geral de Fomento, em colaboração com a Profabril, o estudo do "Armazenamento de água subterrânea na bacia do Baixo Tejo" (1977).

Entre 1945 e 2016 foi consultor da Empresa Teixeira Duarte - Engenharia e Construções, S.A., em problemas de geologia de engenharia, relacionados com a prospeção geológica para fundações e para captações de águas subterrâneas, tendo colaborado na elaboração de mais de quatro mil relatórios.

Publicou diversos trabalhos, particularmente nas "Comunicações", "Memórias" e "Notícias" editadas pelos Serviços Geológicos de Portugal e participou na publicação de variadas Cartas Geológicas, entre as quais se destaca a Carta Geológica do Concelho de Lisboa, na escala 1:10.000 (1986).

Foi membro Sénior da Ordem dos Engenheiros, tendo sido homenageado em 1994, pelos seus 50 anos como Membro Efetivo, em 2003, pelo seu contributo para o desenvolvimento da Geotecnia em Portugal, e em 2016, por ocasião do seu centenário. Em 2008 foi nomeado Membro Honorário da Sociedade Portuguesa de Geotecnia, em reconhecimento dos serviços prestados à Geotecnia.

Em 1973 foi condecorado pelo Governo de Espanha com a "Encomienda de Número de la Ordem del Mérito Civil', pela ação desenvolvida aquando do l Congresso Hispano-Luso-Americano de Geologia Económica.

Em 1966 deu início a uma outra atividade relacionada com a organização da coleção de decalques de Marcas de Ourivesaria Portuguesa, em particular de peças em prata, a qual compreende mais de 5.000 exemplares.

Neste domínio, colaborou como consultor com diversas instituições, incluindo a Contrastaria de Lisboa, o Instituto Português de Museus, a Comissão de Arte Sacra do Patriarcado de Lisboa e a Polícia Judiciária. Publicou diversos trabalhos sobre marcas de ourivesaria nacionais e estrangeiras, colaborando em catálogos de numerosas exposições. À data da sua morte estava a finalizar a reedição, revista e atualizada, do livro "Inventário de Marcas de Pratas Portuguesas e Brasileiras", que deverá ser publicado ainda em 2017.

Em 1995 foi condecorado "Comendador da Ordem do Infante D. Henrique" pela colaboração prestada aos museus portugueses.

Fernando Moitinho de Almeida deixa 7 filhos, 16 netos e 13 bisnetos, aos quais a Sociedade Portuguesa de Geotecnia exprime as mais sentidas condolências.

Ricardo Oliveira

ANTÓNIO MANUEL LARANJEIRA GOMES COELHO (1942–2017)

/imgs/Newsleters/28/Fotografia António Gomes Coelho.pngAntónio Gomes Coelho faleceu em Lisboa a 21 de fevereiro de 2017.

A Direção da Sociedade Portuguesa de Geotecnia presta homenagem a este seu associado e ex-Vice-Presidente, distinto cidadão e profissional, e exprime sentidas condolências à sua família.

O texto biográfico que se segue é da autoria de Emanuel Maranha das Neves, a quem a Direção da SPG agradece a amável colaboração.


No passado dia 21 de Fevereiro 2017 faleceu o nosso colega António Gomes Coelho.

O Dr. António Manuel Laranjeira Gomes Coelho nasceu em Lisboa, em 1 de Novembro de 1942. Licenciou-se em Ciências Geológicas na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Foi Assistente da Universidade de Luanda de 1969 a 1972. Nesse ano ingressou no Laboratório Nacional de Engenharia Civil, onde permaneceu até 2002. Percorreu aí toda a carreira de investigação, desde Estagiário para Especialista a Investigador Coordenador. Foi Diretor do Departamento de Geotecnia entre 1998 e 2002.

Foi um dos pioneiros da Geologia de Engenharia em Portugal, área do conhecimento onde atingiu inigualável brilho, como é reconhecido por todos.

Efetuou os primeiros estudos e trabalhos relativos à Cartografia Geotécnica aplicada ao planeamento regional e urbano e foi responsável pela introdução da Geotecnia Ambiental no LNEC.

Mas as questões relacionadas com a sismicidade foram das que mais marcaram o seu trabalho de investigação no LNEC. São marca indelével dessa atividade a XXII Lição Manuel Rocha, que pronunciou em 2005, intitulada O problema das falhas ativas na engenharia civil, Lição que foi sem dúvida uma das mais brilhantes até hoje proferidas. E em 2012, por ocasião do XIII Congresso Nacional de Geotecnia, falou sobre Sismotectónica da Península Ibérica e casualidade sísmica. Nessa conferência, em que às suas elaborações teóricas juntou, como era seu timbre, um sentido de utilidade prática, ficou bem demonstrada a sua excelência nestas relevantes matérias.

Foi Presidente da Associação Portuguesa de Geólogos de que foi sócio fundador, membro efetivo da Academia de Engenharia, onde presidia ao Conselho Fiscal, membro correspondente da Ordem dos Engenheiros, Vice-Presidente para a Europa da International "Association for Engineering Geology and the Environment" e Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Geotecnia.

Se era erudito nos domínios da sua profissão, era também possuidor de uma grande cultura geral. Deu sempre, na sua vida, testemunho duma formação humanista. São inesquecíveis as conversas em que, sempre com espírito aberto e um toque de humor, discutia as suas convicções. Prezou sempre a amizade.

Será recordado, com muita saudade, como um homem bom.

O Dr. António Gomes Coelho deixa a sua mulher Teresa e os filhos João Miguel e António Pedro, aos quais a Sociedade Portuguesa de Geotecnia exprime as mais sentidas condolências.

Emanuel Maranha das Neves

PRÉMIO MANUEL ROCHA 2012-15

A Sociedade Portuguesa de Geotecnia recebeu seis candidaturas ao Prémio Manuel Rocha, quadriénio 2012-15, destinado a distinguir a melhor tese de doutoramento desenvolvida por sócios da SPG.

A Direção da SPG, dentro das suas competências, nomeou o seguinte júri:

• Manuel de Matos Fernandes (Presidente da SPG e, por inerência, do Júri);
• Ana Vieira (LNEC);
• António Gomes Correia (U. Minho);
• Nuno Guerra (FCTUNL);
• Pedro Sêco e Pinto (LNEC).

Após cinco reuniões de trabalho, o júri decidiu, por unanimidade:

1 - atribuir o Prémio Manuel Rocha 2012-15, ex-aequo, aos candidatos:

Luís Manuel Araújo Santos, com a tese "Caracterização do Comportamento Mecânico da Areia de Coimbra sob Ações Generalizadas", aprovada na Fauldade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e orientada por Paulo Coelho (FCTUC) e David Taborda (Imperial College, Londres);.
Ricardo Neves Correia dos Santos, com a tese "Experimental Investigation on Limitation of Progression of Internal Erosion in Zoned Dams", aprovada no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa e orientada por Laura Caldeira (LNEC) e Emanuel Maranha das Neves (IST);

2 - atribuir uma Menção Honrosa à candidata:

Ana Teresa Pereira de Carvalho, com a tese "Resposta Sísmica de Cortinas Ancoradas; Modelação Física e Numérica", aprovada no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa e orientada por Carlos Santos Pereira (IST) e João Bilé Serra (LNEC).

Aos Colegas distinguidos e aos seus orientadores a Direção da Sociedade Portuguesa de Geotecnia endereça calorosas felicitações. Aos membros do Júri, a Direção agradece a rigorosa e empenhada participação.

Prémio Jovens Geotécnicos 2017

/imgs/Newsleters/21/Diploma_Prémio_Jovens_Geotecnicos.jpgA Sociedade Portuguesa de Geotecnia atribui anualmente o Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Portuguesa e o Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Inglesa.

O Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Portuguesa tem o objetivo de premiar trabalhos que constituam uma contribuição, quer para o progresso dos conhecimentos técnicos e científicos, quer para a resolução de problemas nacionais no domínio das especialidades da Geotecnia.

O Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Inglesa tem o objetivo de premiar trabalhos de investigação que constituam uma contribuição quer para o progresso dos conhecimentos técnicos e científicos, quer para a resolução de problemas nacionais no domínio das especialidades da Geotecnia contempladas pela ISSMGE (International Society for Soil Mechanics and Geotechnical Engineering).

De acordo com o regulamento que pode ser consultado no portal da Sociedade Portuguesa de Geotecnia, podem concorrer aos Prémios trabalhos cujo primeiro autor seja sócio da SPG e que à data do Encontro de Jovens Geotécnicos (13 de outubro de 2017) tenha até 35 anos de idade.

O Júri é composto por: Ana Vieira (LNEC/SPG), Presidente do júri (por delegação do Presidente da SPG); Rafaela Cardoso (IST), membro nomeado pela Assembleia Geral da SPG; Carlos Baião (TPF Planege Cenor); José Filinto Castro Trigo (ISEP|P.Porto) e Pedro Costa (FEUP).

Os consócios interessados em concorrer devem enviar para o e-mail da SPG (spg@lnec.pt), até 30 de Junho de 2017, os seguintes elementos:

- nome completo;
- contactos (direcção completa, nº telefone / telemóvel, endereço electrónico);
- comunicação em português (caso seja concorrente ao Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Portuguesa) ou comunicação em inglês (caso seja concorrente ao Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Inglesa), do trabalho que pretende apresentar, de acordo com a "template" disponível no site da SPG (www.spgeotecnia.pt).

O concorrente premiado com o Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Portuguesa receberá um certificado comprovativo da distinção e a um prémio pecuniário no valor de 1.000 (mil) Euros.

O concorrente premiado com o Prémio Jovens Geotécnicos em Língua Inglesa receberá um certificado comprovativo da distinção e o pagamento das despesas inerentes à sua participação na Conferência de Jovens Engenheiros Geotécnicos sob os auspícios da ISSMGE, a realizar em 2018.

No caso de ser um potencial candidato, apelamos à sua participação num dos Prémios, o que desde já agradecemos, assim como à divulgação destes prémios junto de outros potenciais interessados.

Comissão Portuguesa de Geotecnia Ambiental (CPGA)

/imgs/Logo_CPGA_4.pngAs linhas de ação da CPGA para o quadriénio 2016-2020 são, no essencial, as do quadriénio anterior: fomentar o desenvolvimento dos conhecimentos associados à Geotecnia Ambiental, organizar eventos científicos e técnicos, promover a divulgação de estudos e trabalhos, e colaborar com organizações nacionais e internacionais congéneres. Salienta-se, porém, a atualização dos temas de referência da CPGA, com a introdução da Economia Circular, da Energia e da Sustentabilidade. Os temas que se mantém são os Terrenos Contaminados e as Áreas Emergentes Afins.

A dinamização destes temas pelos membros da Direção da CPGA está assim distribuída:

• Economia Circular: António José Roque e Maria de Lurdes Lopes;
• Terrenos Contaminados: Celeste Jorge e Jorge Gonçalves;
• Energia e Sustentabilidade: Ana Vieira e Nuno Cristelo.

As principais ações programadas para este quadriénio são as seguintes:

• Conclusão do livro "Valorização de resíduos em obras geotécnicas. Caracterização e medidas para o desenvolvimento do sector";

• Organização da 1st International Conference on Sustainability in Geotechnical Engineering, sob os auspícios do TC 307 - Sustainability in Geotechnical Engineering da Sociedade Internacional de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica. O evento terá lugar de 2 a 6 de junho de 2018, no LNEC;

• Organização, em 2020, do 1.º Encontro Nacional de Ambiente, Energia e Sustentabilidade em Geotecnia. Estes eventos terão periodicidade quadrienal e a duração de dois dias;

• Organização de dois Workshops, com a duração de um dia. O primeiro será em 2017 e o segundo em 2019;

• Promoção de um "Ciclo de Palestras Geotécnicas a Pensar no Ambiente", com periodicidade bianual, duração de uma hora e entrada livre;

• Criação de Grupos de Trabalho sobre regulamentação em três temas: Reciclagem de Resíduos, Terrenos Contaminados e Geotermia de Superfície. Há ainda a intenção de se criar um Grupo de Trabalho sobre Sustentabilidade.

Outras iniciativas igualmente relevantes que a atual Direção da CPGA definiu para este quadriénio são:

• Contactar organizações congéneres e propor áreas de cooperação e desenvolvimento em atividades de interesse comum;

• Melhorar os conteúdos do portal (http://www.spgeotecnia.pt/cpga) e garantir a sua manutenção e atualização.

Workshop Sistemas Geotérmicos Superficiais: Aplicações e Perspectivas – Projeto SUCCESS. Universidade de Aveiro: 8 de maio de 2017

A SPG apoia o Workshop sobre Sistemas Geotérmicos Superficiais: Aplicações e Perspetivas, que irá decorrer no dia 8 de Maio de 2017, na Universidade de Aveiro. Este evento enquadra-se no âmbito do projeto de investigação SUCCESS (Sustentabilidade de Sistemas Geotérmicos Superficiais, Estudos aplicados a climas do sul da Europa - http://success.lnec.pt), financiado pela FCT, desenvolvido pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil, a Universidade de Aveiro e o Instituto Superior Técnico, sendo uma organização conjunta das três instituições. O Workshop será uma oportunidade de troca de conhecimentos, de debate e de divulgação, dirigido aos meios técnicos e científicos, versando áreas como a caracterização geomecânica e a eficiência energética, entre outras.

1º Seminário de Geotecnia nos Transportes: Melhoramento, Reforço e Reabilitação de Infraestruturas de Transporte. LNEC, Lisboa: 12 e 13 de outubro de 2017

A Comissão Portuguesa de Geotecnia nos Transportes e a Comissão Portuguesa de Geossintéticos organizam o 1º Seminário de Geotecnia nos Transportes com o tema "Melhoramento, Reforço e Reabilitação de Infraestruturas de Transporte". O seminário será realizado a 12 e 13 de outubro de 2017, no Auditório do Centro de Congressos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), Lisboa.
Atendendo aos investimentos previstos para as infraestruturas de transporte e à importância de garantir os princípios da economia circular aplicados às obras de engenharia civil, este seminário pretende apresentar, privilegiando a inovação e os casos de obra, as soluções geotécnicas de melhoramento, reforço e reabilitação no âmbito das infraestruturas de transporte, nomeadamente rodoviárias, ferroviárias, aeroportuárias e marítimo-portuárias.
Para mais informações contactar: jose.manuel.neves@tecnico.ulisboa.pt

Visita técnica à obra do Túnel de Águas Santas e ao Posto de Controlo dos Túneis do Marão

A Comissão Portuguesa de Túneis organizou a visita técnica à obra do Túnel de Águas Santas e ao Posto de Controlo dos Túneis do Marão, no 14 de Fevereiro de 2017.
A visita foi organizada em parceria com a Ordem dos Engenheiros, o que contribuiu para o elevado número de participantes registado (50), oriundos de Lisboa, Coimbra e Porto.
Exprime-se público agradecimento pela amável recetividade dos Donos de Obra (BRISA, no Túnel de Águas Santas, e Infraestruturas de Portugal, no túnel do Marão) à solicitação da visita. É igualmente de enaltecer a forma hospitaleira e atenciosa como os representantes destas entidades e do consórcio empreiteiro do Túnel de Águas Santas (RRC - Ramalho Rosa Cobetar SA, Conduril, Amândio Carvalho) acolheram os visitantes.
O acompanhamento por parte da CPT foi assegurado por Nadir Plasencia e Raúl Pistone.

JORTEC’2017 – Engenharia Geológica

As Jornadas JORTEC'17 - Engenharia Geológica decorreram no dia 10 fevereiro de 2017 no Auditório da Biblioteca da FCT|UNL e teve como tema "Riscos Associados às Obras Geotécnicas e à Exploração de Georrecursos".

As Jornadas foram organizadas pelo Núcleo de Geologia da AEFCT|UNL e contou com o apoio da SPG e da Ordem dos Engenheiros da Região Sul que estiveram presentes.
As Jornadas contaram, na parte da manhã, com a intervenção de Vitor Santos, que deu a conhecer uma nova metodologia para a gestão de risco na construção de túneis, seguindo-lhe Ricardo Oliveira, que aprofundou os processos envolvidos na estabilização das encostas da Serra da Arrábida, e João Marcelino, que teceu considerações de natureza geotécnica relativas às barragens de rejeitados.
A parte da tarde foi dedicada aos Georrecursos e teve como tema central: Reabilitação Ambiental, sendo que Edgar Carvalho abordou o tema pela perspectiva mineira e João Meira falou sobre o caso da Mata de Sesimbra, zona antes ocupada por pedreiras.
O evento contou com a participação de cerca de 80 pessoas.

 /imgs/Newsleters/28/JORTEC_1.png
/imgs/Newsleters/28/JORTEC_2.png

Revista Geotecnia

/imgs/Newsleters/28/capa139.pngO último número já publicado da Revista Geotecnia (Nº138), de novembro de 2016, foi o primeiro da nova Direção, por parte da SPG, contando com António Gomes Correia, como Editor, e Nuno Guerra e Paulo Pinto, como membros da Comissão Executiva. Os restantes membros da Direção, representantes da ABMS e da SEMSIG mantêm-se em funções: Alberto Sayão e Fernando Pardo, como Editores Associados e Ana Cristina Sieira, César Sagaseta, José Estaire e Paulo César Maia, como membros da Comissão Executiva. O Nº138 foi também o último da Comissão Editorial do biénio 2015-2016 que, com o anterior Editor, José Couto Marques e a equipa constituída por parte da SPG, Madalena Barroso e Paulo Coelho, colocou ao longo do seu mandato a Revista Geotecnia num patamar que permite agora, à nova Direção, ambicionar o passo seguinte, que é a indexação internacional da Revista.
Com o objectivo da indexação foram já feitos alguns pequenos ajustes no Nº138, que prosseguirão no Nº139, de março de 2017, a enviar em breve aos sócios. De igual modo, procedeu-se já a algumas alterações à página da internet da Revista, que pode ser consultada no site da SPG.
É também com o objetivo da indexação que entrou já em funções a Comissão Editorial do biénio 2017-2018, composta por sócios da SPG, da ABMS e da SEMSIG e por outros colegas que podem, pelos seus indicadores de publicação e a sua visibilidade internacional, contribuir para esse fim.

Eventos

Eventos da SPG

  • 13ª Reunião Anual, 29 de março de 2017, LNEC|Lisboa, que inclui a Assembleia Geral e a Conferência Especial a proferir pelo consócio Paulo Matias Ramos (Teixeira Duarte: Engenharia e Construções, SA), com o tema Fundações em meios fluviais e marítimos.
  • 1º Seminário de Geotecnia nos Transportes, 12 e 13 de outubro de 2017, LNEC|Lisboa, com o tema "Melhoramento, reforço e reabilitação de infraestruturas de transporte"
  • 16CNG - 16º Congresso Nacional de Geotecnia, realiza-se pela primeira vez nos Açores, na cidade de Ponta Delgada, de 27 a 30 de maio de 2018.

Eventos das Sociedades Internacionais

  • YSRM 2017 (4th ISRM Young Scholars' Symposium on Rock Mechanics) and NDRM (5th International Symposium on New Development in Rock Engineering), Jeju, Coreia, 10-13 de maio de 2017. + Info: http://www.ysrm2017.com/html/
  • 4th World Landslides Forum, Ljubljana, Eslovénia, 29 maio a 2 junho de 2017. + Info: https://www.wlf4.org/
  • Progressive Rock Failure, Ascona, Suiça, 5-8 junho de 2017. + Info: https://www.prf2017.ethz.ch/
  • World Tunnel Congress 2017, Bergen, Noruega, 9-16 de Junho de 2017. + Info: http://www.wtc2017.no/
  • EUROCK 2017, ISRM, Ostrava, República Checa, 20-22 de junho de 2017. + Info: http://www.eurock2017.com/
  • 19th ICSMGE, Seoul, Coreia, 17-22 de setembro de 2017. + Info: https://www.icsmge2017.org/
  • 11th Asian Regional Conference of IAEG, Kathmandu, Nepal, 28-30 de novembro de 2017. + Info: http://iaegarc11ngs.com/
  • Danube-European Conference on Geotechnical Engineering, Skopje, República da Macedónia Junho de 2018. + Info: www.decge2018.mk
  • 5th GeoChina International Conference 2018, Hangzhou, China, 23 a 25 de Julho de 2018. + Info: http://geochina2018.geoconf.org/
  • XVII European Conference on Soil Mechanics and Geotechnical Engineering, Reykjavik, Islândia, 1 a 6 de setembro de 2019. + Info: www.ecsmge-2019.com
  • ISRM 14th International Congress on Rock Mechanics, Foz do Iguaçu, Brasil, de 20 a 27 de setembro de 2019. + Info: fontoura@puc-rio.br
© SPG, Sociedade Portuguesa de Geotecnia
Todos os direitos reservados.
 

De acordo com o DL nº 7/2004, de 7 de Janeiro, o utilizador poderá aceder aos seus dados, rectificar ou cancelar os mesmos, conforme o disposto no artigo 22º. Qualquer solicitação nesse sentido deverá ser feita para o endereço de email do remetente.
Se deseja ser removido da nossa lista clique aqui