Reunião Anual da SPG

A Reunião Anual da SPG integra uma conferência especial, proferida por um orador convidado de reconhecido mérito, e a Assembleia Geral da SPG.

Pretende-se que esta Reunião seja o dia anual de maior relevância para a SPG, constituindo um fórum de participação, homenagem, intervenção e confraternização entre associados.


REUNIÕES ANUAIS DA SPG 

REUNIÃO

CONFERENCISTA(S)

INSTITUIÇÃO

TÍTULO DA LIÇÃO

1.ª

(2005)

Prof. Serge Leroueil

University of Laval (Canadá)

Believe it or not: Better understanding of soil mechanics can save problems, lives…and money

2.ª

(2006)

Eng.os José Oliveira Pedro, José Muralha e António Tavares Castro

Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)

O aproveitamento de Alqueva. Aspectos gerais e tratamento da fundação

3.ª

(2007)

Prof. Carlos Delgado

Escuela Universitária de  Ingeniería Técnica de Obras Públicas, da Universidad Politécnica de Madrid (Espanha)

Theoretical bases and applications of soil improvement by means of hydraulic fracture grounting and reinforcement

4.ª

(2008)

Eng.º José Mateus de Brito

Cenorgeo

Projecto e construção de túneis na Ilha da Madeira

5.ª

(2009)

Eng.º António Pires Carreto

Teixeira Duarte

Visão histórica das obras geotécnicas em Portugal. Contributos da Teixeira Duarte

6.ª

(2010)

Prof. César Sagaseta

Universidad Cantabria (Espanha)

Cálculo de colunas de brita: alguns pontos obscuros

7.ª

(2011)

Eng.º Jorge Vazquez

EDIA

Aspectos geotécnicos do sub-sistema do Ardila (EFMA)

8.ª

(2012)

Eng.º Frederico Melâneo

14 anos do Metropolitano de Lisboa. Obras após a Expo 98

9.ª
 (2013)

Prof. Arsenio Negro  

Bureau Projetos

Condições Geotécnicas na Cidade de São Paulo: o Aprendizado dos Últimos 20 Anos.

10.ª
 (2014)

Prof. Jorge Almeida e Sousa 

Universidade de Coimbra

Métodos numéricos no projeto de túneis: que papel?

 

11.ª
 (2015)

 

  Eng.º João Marcelino 

 

  LNEC

  Proctor e Darcy não tiveram culpa
 

12.ª
 (2016)

 Eng.º Fernando Pardo de Santayana   CEDEX (Espanha)  Comportamento termomecânico de estacas geotérmicas: o projeto PITERM